Anúncios

Pelo menos 18 frentes de trabalho, com utilização de mão de obra carcerária, estão em andamento, na região metropolitana de São Luís. Cinco delas já chamam a atenção pela relevância que terão para o sistema prisional do Maranhão e também para a sociedade.

Continue lendo.

%%footer%%