Política

Carlos Brandão acompanha início das obras da usina do Complexo Parnaíba

Anúncios

O governador em exercício Carlos Brandão marcou presença na cerimônia de início das obras no Complexo Parnaíba, em Santo Antônio dos Lopes. O projeto de expansão da usina, batizado de Parnaíba V, é executado pela empresa Eneva e tem como finalidade o aumento da eficiência energética do parque térmico maranhense.

Acompanhado de secretários de Estado, autoridades políticas do município e representantes da Eneva, o governador em exercício Carlos Brandão esteve no local, na manhã desta quarta-feira (24). A obra tem investimentos em torno de R$ 1,3 bilhão e a estimativa é de gerar aproximadamente mil postos de trabalho.

“Iniciamos mais uma etapa da Parnaíba Gás com a quinta usina, um projeto eficiente e exitoso que vai gerar mais energia, mais empregos e atender toda essa região de grande demanda. É um dia de vitória e conquista para o povo maranhense e para o Brasil”, pontuou o governador em exercício, Carlos Brandão.

Na ocasião, visitou as instalações da Empresa Maranhense de Gás (Gasmar) no Complexo Parnaíba e enalteceu a importância do projeto de gás natural veicular, executado pela empresa maranhense, por meio de aquisição do gás junto à Eneva. Ainda na agenda, Brandão e comitiva participaram de cerimônia marcando o início simbólico do projeto Parnaíba V.

Carlos Brandão acompanha início das obras da usina (Foto: Nael Reis)

O projeto Parnaíba V vai garantir mais autonomia e eficiência energética para o Maranhão, uma vez que irá adicionar em torno de 385 MW de capacidade na geração de energia ao Complexo Parnaíba – que hoje opera com 1,4 GW de capacidade instalada – sem consumir nenhuma molécula adicional de gás natural, gerando, assim, mais economia na utilização desse elemento.

“Nos honra estar aqui em um momento tão especial, no qual a Eneva entra em nova fase de crescimento, marcada pelo início das obras da usina de Parnaíba V. É um projeto de eficiência energética que vai permitir aumento da produção de energia sem utilizar as moléculas de gás natural, gerando economia e maior eficiência da produção”, reforça o presidente da Eneva, Pedro Zinner.

O prefeito de Santo Antônio dos Lopes, Emanuel Lima de Oliveira, enfatizou o momento próspero que vive o município e a parceria com o Governo do Estado e a Eneva. “Essa expansão será um marco para nossa população e vai contribuir para o desenvolvimento da nossa cidade. Agradecemos a gestão estadual, a Eneva e todos que estão colaborando para transformar esse investimento em mais qualidade de vida à nossa população”, disse. Estiveram presentes ao evento, a secretária de Estado da Mulher (Semu), Ana Mendonça; e o presidente da Gasmar, Deoclides Macedo.

Carlos Brandão acompanha início das obras da usina (Foto: Nael Reis)

A proposta é que, após entrar em funcionamento a usina termoelétrica Parnaíba V, seja feito o chamado ‘fechamento’ de ciclo da usina Parnaíba I, que está em operação no Complexo Parnaíba. Por essa previsão de economia, se caracteriza como um projeto de eficiência energética.

O fechamento é o aproveitamento do vapor, fumaça originada da produção da usina, que antes era desperdiçado na atmosfera. Atualmente, a usina Parnaíba I opera em ciclo aberto, desperdiçando o vapor gerado a partir do funcionamento de suas turbinas. Será incluída mais uma turbina e um motor, compondo, assim, a usina de Parnaíba V, e, então, a fumaça poderá ser aproveitada e gerar ainda mais energia.

“A importância deste complexo para a segurança nacional em termos de energia elétrica é essencial. A produção é bastante expressiva e temos aqui o que há de mais moderno no mundo na geração deste tipo de energia”, destacou Pedro Zinner, CEO da Eneva. Atualmente, o Complexo Parnaíba é responsável pela geração de 11% de toda a energia a gás natural produzida no Brasil.

*Fonte: Governo do Maranhão

%%footer%%

Deixe uma resposta