Saúde

Morre bebê de 6 meses que era agredido por pais maranhenses

Anúncios

Morreu nesta terça-feira (10) no estado do Goiás a bebê de seis meses que foi vítima de agressões supostamente praticadas pelos próprios pais e que estava internada no Hospital Materno Infantil (HMI) desde o último dia 5 de março. A informação foi confirmada pela assessoria do HMI. O pai de 24 anos e a mãe de 18 seguem detidos.

De acordo com nota encaminhada pelo HMI, a criança estava internada na Unidade de Pronto Atendimento (UTI) Pediátrica da unidade em estado gravíssimo. Laudo prévio feito pelo Instituto Médico Legal (IML) constatou 12 fraturas em várias partes do corpo da criança, além de marcas de queimaduras e lesões mais antigas e recentes.

Entre as descrições do documento, destacam-se: “hematomas craniano, dorso em membros (…); múltiplas fraturas de ossos (…), costelas em várias fases de evolução (agressões repetidas); múltiplas lesões de queimaduras em várias fases de evolução (…) (tortura em meio cruel)”.

Investigações

Segundo a delegada à frente do caso, Renata Vieira, a morte da criança não interfere no andamento das investigações, mas muda o indiciamento dos suspeitos. Agora eles responderão por homicídio. Além disso, a delegada destaca que a avó materna já saiu do Maranhão para Goiânia para retirar o corpo da criança do hospital.

“Quem pode tirar é um parente de primeiro grau. Poderíamos ir no presídio e pedir uma autorização para os pais ou trazê-los até no hospital. Mas vamos atender o pedido da avó para que ela mesma retire a neta do hospital e enterre-a em Trindade [no Goiás]”, pontua Renata.

De acordo com a Polícia Civil, alguns vizinhos já foram ouvidos e relataram que frequentemente eram ouvidos brigas, pancadas e choro de criança na casa. Além disso, um deles chegou a pedir a menina para ser criado por ele, mas a mãe negou em dar a criança e dizia que “amava a filha”.

“Um deles nos contou que mandou mensagem para a proprietária da casa em que moravam e questionou sobre as tantas brigas que o casal tinha. Essa mensagem foi mandada em 26 de fevereiro às 5 horas da manhã. Foi cogitado chamar o Conselho Tutelar, mas ele preferiu não fazer isso para não ter problemas com os vizinhos, já que tinha se mudado recentemente”, destaca. Do Mais Goiás.

Veja a nota completa do Hospital Materno Infantil

É com pesar que a direção do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI) informa que  a bebê S.S.C.S., de seis  meses de vida, veio a óbito na manhã desta terça-feira, 10 de março, às 10h09. A paciente deu entrada na unidade no dia 5 de março (quinta-feira), por volta das 11h, vítima de espancamento e maus-tratos. Com o estado de saúde gravíssimo, a bebê estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica do HMI.

*Fonte:Ma10

Anúncios

Categorias:Saúde

Deixe uma resposta