Economia e Negócios

Porto do Itaqui opera para garantir suprimentos essenciais

O Porto do Itaqui mantém sua operação regular de cargas, reforçando as medidas de contenção da propagação do novo coronavírus (Covid-19), conforme orientações das autoridades sanitárias e dos governos estadual e municipal. Nesta semana, entre terça (23) e quarta-feira (24), o porto público maranhense realizou uma importante movimentação: o descarregamento de contêineres com alimentos diversos e produtos de higiene e limpeza para o comércio local. Desse modo, cumpre seu papel social de abastecer o Maranhão e a região centro-norte do país.

“Os portos cumprem importante função social e geram milhares de empregos, sendo essenciais ao abastecimento da população e para a economia do país. O Porto do Itaqui é patrimônio público e como tal estará sempre a serviço do povo do Maranhão e do Brasil para superarem a crise da Covid-19. A linha de contêineres é apenas um exemplo do papel essencial que desempenhamos”, afirma o presidente do Itaqui, Ted Lago.

Segundo Fabíolla Oliveira, gerente geral da Intrading Global, que representa sete empresas locais dos setores de serviços, home center, supermercados e indústrias de produtos de limpeza, a chegada desses produtos no estado está garantida. “A população maranhense pode ficar absolutamente tranquila porque os supermercados locais estão bem abastecidos e, pelo Porto do Itaqui, temos desembarcado semanalmente itens fundamentais à segurança alimentar de todos”, explica.

Desde fevereiro, a linha regular de contêineres foi retomada em escala semanal no Itaqui, reativando um canal logístico que garante a chegada sistemática de mercadorias fundamentais. O esforço conjunto contou com apoio do Governo do Estado, por meio da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e da Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), dos sindicatos de trabalhadores portuários do Itaqui (conferentes, arrumadores e estivadores), praticagem, operadores, agentes de cargas, agência marítima e da Aliança Navegação e Logística.

Além do abastecimento de insumos alimentícios e de higiene, o porto público maranhense é o principal hub de combustíveis do Arco-Norte, fornecendo diesel, gasolina, etanol e GLP (gás de cozinha liquefeito) para todo o Maranhão e estados vizinhos, como o Tocantins. Pelo Itaqui também chega boa parte dos fertilizantes – carga que cresceu 11% em 2019, ultrapassando os 2 milhões de toneladas – que abastecem o Maranhão e mais nove estados dentro da cadeia produtiva de grãos, uma das mais importantes para a economia do país.

Só pelo Itaqui passaram, em 2019, 3 milhões de toneladas de milho e 8 milhões de toneladas de soja, o que coloca o porto público do Maranhão entre os três maiores do país em movimentação de soja.

Determinação federal

No dia 20 de março, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) anunciou que portos públicos (inclusive os delegados), privados e demais instalações portuárias, assim como as atividades de transporte aquaviário interestadual e internacional, devem permanecer em operação.

Em 2019, no Brasil, o total de cargas movimentadas no longo curso alcançou cerca de 795 milhões de toneladas, com destaque para minério, combustíveis minerais, contêineres e sementes e frutos oleaginosos. A cabotagem contribuiu com 172 milhões de toneladas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.