Educação

Atila Iamarino critica reabertura do Brasil em meio ao caos do coronavírus: ‘Não fez lição de casa’

Anúncios

Doutor em ciências pela Universidade de São Paulo (USP) e divulgador científico no YouTube, Atila Iamarino se manifestou sobre a reabertura do comércio, que está sendo decretada em diversas partes do Brasil, após o início da pandemia de coronavírus.

Em sua coluna no jornal Folha de São Paulo, ele deixa claro que os governantes brasileiros não deveriam estar afrouxando as medidas de combate ao coronavírus apenas porque países da Europa, como Espanha, Itália e Inglaterra, estão fazendo o mesmo.

“Em comum, os países têm algumas coisas: o sol e o interesse no movimento econômico do verão, mas também a diminuição do número de casos. Adotaram isolamento social efetivo e seus líderes comunicaram claramente a importância da população seguir essas medidas. Reduziram o número de pessoas que alguém com o coronavírus infecta para menos de 1 na média (o famoso R0). Com menos de uma pessoa infectada por outra, o número de casos entra em declínio e o surto local entra em controle”, escreveu o especialista. Ele deu como exemplo também países asiáticos, como Coréia do Sul, China e Singapura que, antes de retomar as atividades, têm realizado muitos testes de contenção do vírus mesmo após a pandemia.

Segundo Átila, nenhum desses cenários se aproxima do que vive o Brasil. “Alguns certamente já se preparam para vestir calça social pela primeira vez em meses. Só estamos ignorando uma etapa, um detalhe, que calha de ser o principal: o controle da pandemia”, argumenta.O especialista explica que, embora algumas cidades e estados brasileiros têm leitos de UTI vazios e poucos casos de Covid-19, “nós não fizemos a lição de casa”. Somente no estado de São Paulo, das 191 cidades que registraram alta de novos casos de covid-19 na última semana, 165 delas (86%) serão autorizadas pelo governo a reabrir o comércio a partir de segunda-feira, dia 1º.

Após a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarar o Brasil como novo epicentro da pandemia, o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender, em transmissão ao vivo nesta quinta-feira (28), a retomada da economia, incluindo o reabertura de shopping centers, que já vêm funcionando com restrições em alguns estados.Para Átila, tal cenário de abertura de comércio só seria possível se o país tivesse reduzido o número de novos casos – mas o que acontece é o oposto. “Nos tornamos o segundo país em casos e o primeiro em mortes por dia, em um regime ascendente”, explica.

O cientista alerta ainda para a parcialidade dos números sobre coronavírus divulgados atualmente. Segundo ele, há uma tentativa de reduzir os danos causados pela doença, como a cidade do Rio de Janeiro, que parou de contar mortos com diagnóstico positivo para coronavírus após o óbito. Ou como no estado do Amazonas, onde o índice de controle da situação foi a queda do número de enterros. Contudo, a região não tem mais testes suficientes para saber quem tem o coronavírus ou simplesmente quem morreu de Covid-19.

“Se considerarmos mortes por milhão de habitantes, ainda estamos bem abaixo dos países europeus. Como se só a perda de muito mais vidas justificasse ação”, reforça Átila, que prevê piora na situação do país com essa nova etapa, de reabertura do comércio. “Sem resolver o contágio, essa retomada é um voo de galinha até precisarmos fechar de vez pois hospitais colapsaram”, indica.

– Quem é Atila Iamarino e por que você deve prestar atenção ao que ele está dizendo

*Fonte:Hypeness

Categorias:Educação, Saúde, slider

Deixe uma resposta