Últimas Notícias

AMD apresenta novas APUs Ryzen 4000G com desempenho gráfico sem precedentes

Anúncios

Confirmando uma série de rumores que surgiram nos últimos meses, a AMD apresentou nesta terça-feira (21) a nova linha de APUs Ryzen 4000G para desktops. Neste primeiro momento, foram confirmados seis componentes — com destaque especial para os Ryzen 7 4700G, Ryzen 5 4600G e Ryzen 3 4300G —, todos com gráficos integrados e baseados na microarquitetura Zen 2 de 7nm.

A união dessas características coloca os novos processadores da AMD em posição de destaque. Além de serem os primeiros do mercado com essa litografia e GPU embutida, eles também entregam 60% mais desempenho gráfico por CU e 2,5 vezes mais performance que os Ryzen 3000G. Outra característica das novas APUs Ryzen 4000G é o design monolítico, com toda a estrutura montada em um único die em vez de chiplets. Graças a essa abordagem, a AMD consegue reduzir o caminho percorrido pelos dados no SoC e, consequentemente, a latência.

Porém, há uma “pegadinha” nessa festa toda: os Ryzen 4000G anunciados hoje estarão disponíveis apenas em desktops pré-montados, de marcas como HP, Lenovo e afins. Em outras palavras: a disponibilidade dos componentes será limitada e você não poderá comprá-los avulsos no mercado. A AMD não explicou os motivos para isso, mas é seguro apostar que ela está adotando uma estratégia cautelosa de transição para a quarta geração, de maneira que ela não afete as ainda excelentes vendas dos Ryzen 3000 — que recentemente ganhou os Ryzen 3 3100 e 3300X.

Seja como for, os novos Ryzen 4000G entregam desempenho de sobra e batem forte na concorrência. Prova disso é que, segundo testes de desempenho apresentados pela AMD à imprensa, o Ryzen 3 4300G de entrada entrega performance multi-thread equivalente ao intermediário Intel Core i5-9500. Já o Ryzen 5 4600G supera o topo de linha Core i7-9700 em 5%, enquanto o Ryzen 7 4700G o ultrapassa em 71%.

Nos testes de GPU, não há nem comparação. As novas APUs da AMD performam pelo menos 162% mais que seus concorrentes diretos no 3D Mark TimeSpy:

Comparativo mostra que nova família Ryzen 4000G é superior à concorrência em todos os segmentos (Gráfico: Reprodução/AMD)

Ryzen 7 4700G
Falando individualmente dos componentes que estão chegando, o Ryzen 7 4700G vem sendo propagandeado pela AMD como o melhor processador que alguém pode comprar para um desktop pré-montado na atualidade. Tal afirmação não é leviana: o modelo substitui o Ryzen 5 3400G como topo de linha e vem com oito núcleos de processamento e 16 threads rodando a 3,6 GHz (podendo alcançar até 4,4 GHz em boost), além de oito núcleos gráficos Radeon operando a 2.100 Mhz. Tudo isso num pacote com apenas 65W TDP, que não dá trabalho a nenhum sistema de arrefecimento.

Com o dobro de núcleos e de threads em relação a seu antecessor, o SoC entrega até 152% mais desempenho em atividades multi-thread, além de marcar 19% mais pontos no 3D Mark TimeSpy:

Em relação à concorrência, os ganhos são ainda maiores. Os testes apresentados pela fabricante mostram que o Ryzen 7 4700G tem um desempenho até 274% superior em relação ao Intel Core i7-9700 rodando jogos em Full HD com configurações no Low. Em termos de FPS, a GPU Radeon Vega integrada conseguiu manter todos os games rodando na faixa dos 30 e 40 quadros por segundo, o que é bem impressionante:

Outras opções
Além dos Ryzen 4000G padrão, a AMD também apresentou três APUs da linha Ryzen 4000GE, voltados para fatores de forma reduzidos e focados em eficiência energética. Além deles, a fabricante confirmou três novos modelos da família Athlon, voltada para computadores básicos, de desempenho essencial.

As especificações de todos os componentes confirmados hoje para o público consumidor estão na tabela a seguir:

Continue Lendo em:CanalTech.com.br

Deixe uma resposta