Últimas Notícias

SENAI oportuniza aumento de produtividade a empresas maranhenses

Anúncios

Com a pandemia, instaurada pelo novo coronavírus, muitas empresas tiveram suas receitas impactadas, devido a suspensão das atividades econômicas e adoção de medidas de isolamento social. Com a iniciativa de promover a retomada do crescimento da economia e evitar o fechamento de empresas, manter os empregos e apoiar os empreendedores na superação da crise, o Governo Federal firmou acordo de cooperação técnica com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), no programa “Brasil Mais”.

O “Brasil Mais” tem o objetivo de aumentar a eficiência, e ampliar a produtividade do setor produtivo e a competitividade do país, em uma jornada de transformação digital. O Programa reúne metodologias e ferramentas de baixo custo e alto impacto, voltadas para melhorar a capacidade de gestão e de produção, para reduzir desperdício e aprimorar processos. O programa ”Brasil Mais” é voltado para as micro, pequenas e médias empresas e é coordenado pelo Ministério da Economia, com gestão operacional da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e executado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI).

“O SENAI contribuirá para a melhoria de processos produtivos da indústria e fará a capacitação profissional para o aprendizado em grupos de empresas e conduzirá consultorias especializadas, com base nas metodologias de manufatura enxuta”, destacou o diretor do SENAI-MA, Raimundo Arruda.

“O programa Brasil Mais se baseia na implantação do sistema Lean nas empresas. O sistema Lean é um programa de manufatura enxuta que visa aumentar a produtividade das empresas, e em um projeto piloto já foi constatado um aumento de mais de 50% na produção. Agora o programa chega ao Maranhão”, destacou a consultora do SENAI/MA, Ana Célia Silva.

A consultoria que será prestada por profissionais do SENAI, é composta por capacitação e acompanhamento técnico. A ação prevê parte teórica e prática, com 64 horas de mentoria e consultoria com duração de dois meses em média. No Maranhão, o programa iniciou suas ações com as empresas: Prática Salgados, Gráfica e Malharia Gênesis e Mateus Fatiados, do Grupo Mateus.

“O programa tem nos ajudado a aumentar a produção, com o mesmo tempo e a mesma quantidade de funcionários e temos uma perspectiva de grandes melhoras com a implantação”, enfatizou a proprietária da Prática Salgados, Antônia Melo.

Podem participar do programa, empresas industriais que tenham CNAE Industrial, primário ou secundário; que possuam em seu quadro de 11 a 499 funcionários, e o primeiro passo é se cadastrar no site https://brasilmais.economia.gov.br/, assinar o termo de adesão com o SENAI e disponibilizar 3 funcionários para atuarem no programa.

O atendimento terá subsídio do SENAI, cabendo a empresa somente uma contrapartida. Empresas associadas aos sindicatos, filiados à Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), realizam o programa de forma gratuita, via programa Avança Maranhão.

O médico veterinário Carlos Guimarães, responsável pela produção do setor de fatiados do Grupo Mateus destacou a parceria com o SENAI MA. “Nós do Grupo Mateus, Central de Fatiados, também estamos em parceria com o SENAI neste programa Brasil Mais. Inicialmente já recebemos a visita dos consultores do SENAI para fazermos as primeiras avaliações e posteriormente vamos dar o devido andamento ao programa para identificar possíveis gargalos e assim melhorar a nossa produção no intuito de otimizar o nosso processo produtivo. A ideia é diminuir desperdícios, ganhar tempo e assim ter uma melhoria em todo o processo produtivo”, destacou Guimarães.

Os técnicos do SENAI, na prática, analisam os setes tipos de desperdício comuns nas empresas: superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos. O objetivo é reduzir essas etapas, para que a empresa tenha ganho de produção. E como legado do programa, espera-se que os empresários aprimorem sua visão de liderança, a gestão e os processos produtivos de sua empresa, além de melhorar a capacidade de planejar nos curto e longo prazos, identificar oportunidades de investimentos e adotar uma cultura de melhoria contínua.

“Antes de participar do treinamento, a gente via a situação da empresa totalmente diferente do que é hoje. Devido ao processo iniciado com esse programa conseguimos sim perceber que havia tantos problemas dentro do processo de produção e começamos a fazer adaptações dentro do ciclo e vimos muitas diferenças exatamente na produção. Antes onde se produzia 200 peças, chegamos a dobrar essa produção! Nossos objetivos são de melhorias a cada dia”, finalizou o gerente de produção da Gráfica e Malharia Genesis, Clayton Torres.

Categorias:Últimas Notícias

Deixe uma resposta