Últimas Notícias

Mary Ferreira pede cassação de Fábio Macedo

Anúncios

Mary Ferreira pede cassação de Fábio Macedo
A candidata a vereadora pelo PT, Mary Ferreira, se manifestou em defesa da cassação do mandato do deputado estadual Fábio Macedo. O parlamentar foi denunciado pela esposa de tê-la agredido e ameaçado de morte. Ela socilitou medidas protetivas contra as investidas violentas do parlamentar.
Segundo Mary Ferreira, a Procuradoria da Mulher na Assembléia Legislativa protela medidas previstas em lei em busca de apurar um fato público e notório. violência já foi noticiada e os boletins de ocorrências comprovam o crime, portanto, não tem mais o que esperar. “É importante dar exemplo, principalmente neste período de eleições”, ressaltou Mary Ferreira.
A feminista, professora da UFMA e militante histórica do Partido dos Trabalhadores, ressalta que cassar o deputado “é o que se espera de uma Casa Legislativa que tem por obrigação legislar por justiça social. As mulheres exigem que a justiça seja feita”. Como pesquisadora, Mary Ferreira é autora da obra “Violência contra a mulher e feminicídio no Maranhão: uma realidade a ser superada”.
A candidata a vereadora por São Luís aponta as evidências do Código de ética dos partidos e do Legislativa Maranhense sobre o crime cometido por Macedo. Fábio Macedo é filiado ao PDT e cumpre o segundo mandato como deputado. Mary Ferreira indaga ainda sobre o silêncio do movimento de mulheres ligados ao partido do deputado.
Essa não é a primeira vez que Fábio Macedo se envolve em episódios marcados por violência. Em março do ano passado, o deputado maranhense foi preso depois de se envolver em uma briga no Boteco & Cervejaria Bendito, em Teresina (PI). Ele foi acudado de agredir o cantor Léo Cachorrão, o “Playboy dos paredões”. Em sua defesa, o parlamentar alegou estar passando por crise de depressão. Chegou mesmo a emplacar uma lei sobre o tema na Assembleia do Maranhão, com data reservada a alertar sobre a moléstia que acomete muitos brasileiros e brasileiras.

%%footer%%

Categorias:Últimas Notícias

Deixe uma resposta