Alimentação

Marmita caseira: uma opção de alimentação saudável e econômica

Anúncios

As vantagens são diversas para quem adere às marmitas caseiras, uma alimentação saudável com economia. A nutricionista do Grupo Mateus, Olímpia Fontenelle, explica que a pessoa pode ter o controle sobre o que come e selecionar melhor os alimentos, além de prepará-los de forma mais higiênica e equilibrada. Outro ponto é a criatividade no cardápio, testando novos temperos e diversificando os ingredientes.

“Uma boa refeição deve conter uma porção adequada de carboidratos e outra de proteínas, além de salada, legumes e leguminosas. Quanto mais colorida sua marmita mais saudável ela será”, destaca Fontenelle.



Na hora de preparar sua marmita, atenção com a escolha do carboidrato, segundo a nutricionista a preferência é para os alimentos integrais, pois são ricos em fibras e geram uma maior saciedade. Outra sugestão é diversificar as proteínas, “o ideal é variar entre carne vermelha e carne branca. Já os vegetarianos podem aproveitar a proteína da clara do ovo e proteína de soja”, acrescenta.

Para salada, a nutri indica um mix de folhas como alface, acelga e rúcula. Podendo complementar com tomate, cebola, cenoura, pepino e outros legumes. Para temperar opte pelo azeite de oliva e pelo limão. Para a sobremesa a sugestão é uma fruta, para evitar cair na tentação.

A nutricionista ressalta outras vantagens para quem optar pelas marmitas caseiras. “A pessoa que prepara a própria comida conhece a procedência do ingrediente podendo escolher por um alimento mais fresco e de qualidade. Tem o controle da quantidade de sal ingerida nas refeições. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda consumir no máximo 5g diária de sal.”

Outro cuidado é com o açúcar e gordura ingeridos, “quem prepara a própria comida consegue ter um controle maior da qualidade das refeições como a ingestão de açúcar e gordura”, sinaliza a especialista.

Para ajudar você a preparar a sua marmita, separamos seis opções de cardápio com ajuda da nutricionista Olímpia Fontenelle. Confira:

1- Purê de batatas com mix de legumes (sem batata) e filé de frango grelhado;

2- Arroz integral com carne moída e abobrinha refogada;

3- Batata doce cozida com frango em cubos refogados e brócolis;

4- Arroz integral, feijão com quiabo e bife grelhado;

5- Filé de peixe com cenoura e batata, salada de alface e tomate, arroz integral e couve refogada;

6- Omelete com cebola e tomate, salada de folhas verdes, arroz integral com brócolis, feijão;

%%footer%%

Categorias:Alimentação

Deixe uma resposta