Cidades

Duarte visita obras do Hospital de Campanha da Grande Ilha

Anúncios

Nesta segunda-feira (22), o deputado estadual Duarte (Republicanos) esteve nas obras do Hospital de Campanha que está sendo construído para combater o coronavírus e atender toda a Grande Ilha.

Segundo informações do Governo do Estado, serão mais 80, sendo 10 de UTI, 50 de enfermaria e 20 ambulatoriais, instalados, em parceria com o Grupo Mateus e a Universidade Ceuma, no Espaço Renascença, próximo ao Hospital Carlos Macieira.

Em vídeo publicado em suas redes sociais, o parlamentar fala da iniciativa. “Como vocês podem ver aqui no projeto, são 50 leitos de enfermaria, mais 10 leitos de UTI, áreas destinadas para repousos dos profissionais da saúde, divididas para descanso masculino, feminino, ou seja, toda uma estrutura pronta para receber os pacientes que lutam contra a Covid”, destacou.

Duarte ainda ressaltou a importância de união para vencer a pandemia. “Esse projeto só está sendo possível realizar graças à parceria do Governo do Estado com a iniciativa privada. Quero agradecer ao Supermercado Mateus, à Universidade Ceuma, pois, nesse momento, o que nós precisamos é de união, união pelas pessoas, para as pessoas e com as pessoas”, reforçou.

Combate à pandemia

Desde o início da pandemia, Duarte tem trabalho para garantir direitos. Por meio do Projeto de Resolução Legislativa 23/2020, destinou mais de 20 toneladas de alimentos para quem mais precisa nesse momento. Doou, ainda, metade do próprio salário para a compra de EPIs destinados aos profissionais da saúde, inclusive uma parte dessa doação foi encaminhada à Secretaria de Saúde de São Luís.

Conseguiu a aprovação da Lei 11.267, que obriga os bancos públicos e privados em todo o estado a adotar medidas de proteção à vida e segurança de consumidores e funcionários durante a pandemia do novo coronavírus, assim como a 11.293/2020, em parceria com o deputado Adriano, que garante o direito das famílias à informação diária sobre o quadro de saúde dos pacientes internados em hospitais públicos e privados do estado.

Outra lei com o propósito de atenuar os efeitos causados pela pandemia foi a 11.303/2020, que estabelece a contratação prioritária de 70% de maranhenses (com 15% das vagas para mulheres) no quadro efetivo de empresas da construção civil.

Em razão da pandemia, muitos maranhenses de baixa renda ficaram totalmente impossibilitados de pagar os serviços de água e esgoto. Por isso, Duarte fez indicação parlamentar ao Governo do Estado solicitando suspensão do pagamento enquanto durasse a pandemia. A iniciativa do deputado foi prontamente atendida por meio do Decreto  35678/2020.

%%footer%%

Categorias:Cidades, Saúde

Deixe uma resposta