Prêmios

Reportagem da TV Assembleia vence Prêmio BNB de Jornalismo 2020

Anúncios

A reportagem “Empreendedor investe em negócio de impacto social”, veiculada pela TV Assembleia (canal aberto 9.2/ 17 TVN), foi uma das vencedoras do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional 2020. O trabalho contou com reportagem de Fábio Cabral, imagens do cinegrafista Fábio Lima e edição de Ângelo Moraes.

O Prêmio BNB de Jornalismo reconhece produções jornalísticas que retratam iniciativas sobre desenvolvimento regional em seus diversos aspectos.

A reportagem da TV Assembleia, veiculada em março de 2019, está entre os 18 trabalhos premiados e conta a história de empreendedores maranhenses que investem em negócios de impacto social.

O diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa, jornalista Edwin Jinkings, falou sobre a importância da premiação conquistada pela TV Assembleia que, mais uma vez, vence um concurso de jornalismo.

“A TV Assembleia tem conquistado prêmios importantes na área jornalística, o que é um reconhecimento ao trabalho que desenvolvemos com muito afinco. Toda a nossa equipe está de parabéns. São colaboradores que trabalham com espírito de equipe, profissionalismo, competência e dedicação em tudo o que fazem”, afirmou Jinkings.

Para o jornalista Fábio Cabral, essa é uma premiação importante que há muitos anos reconhece e valoriza o trabalho jornalístico no país. “O fato de uma reportagem produzida pela TV Assembleia ter sido premiada no estado é um reconhecimento tanto profissional, quanto do trabalho desenvolvido por toda a equipe. A reportagem foi realizada antes desse período de pandemia e trata sobre iniciativas de empreendedorismo que almejam não apenas negócios, mas também causar impacto social em algum grupo da sociedade”, disse.

Premiações

Entre os prêmios recebidos pela TV Assembleia constam ainda a 42ª edição do Festival Guarnicê de Cinema, na categoria ‘Melhor Reportagem’, com a matéria “Os Desafios do Envelhecimento”, da repórter Márcia Carvalho, produção de Ameliane Araújo, imagens do cinegrafista Jurandir Serra e edição de Alberth Moreira; a conquista da terceira colocação do Prêmio OAB de Direitos Humanos em 2018, com a reportagem “Extermínio LGBT”, de Ismael Gama e produção de Ada Chagas, e outros.

%%footer%%

Categorias:Prêmios

Deixe uma resposta