Cultura e Entretenimento

CNI/FIEMA elaboram e-books para orientar micros, pequenas e médias empresas a tomarem crédito

Anúncios

O Núcleo de Acesso ao Crédito da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) acaba de lançar uma série de 8 e-books para orientam empresários a aderirem ao Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe), ao Fundo Geral do Turismo (Fungetur) e outras linhas de crédito.

Os documentos trazem informações sobre o perfil das pessoas jurídicas que podem participar, taxa de juros, garantias, finalidade e prazos do financiamento. Os empresários industriais podem obter o conteúdo gratuitamente na página da FIEMA, http://www.fiema.org.br, no link publicações e-books do Núcleo de Acesso ao Crédito (NAC).

Os e-books fazem parte de uma série de publicações elaboradas pelo NAC para orientar as micro, pequenas e médias empresas a acessarem linhas de crédito especiais para fazer frente à crise ocasionada pelo novo coronavírus.

“O acesso ao crédito tem se mostrado essencial para a sobrevivência das empresas durante a crise e a CNI tem trabalhado para levar informações de forma simples e acessível para que as micro, pequenas e médias empresas conheçam as linhas de crédito emergenciais e saibam como utilizá-las”, afirma o coordenador do NAC/FIEMA, Gilberto Matos Júnior.

A série conta com 8 e-books que abordam o BNDES Crédito Pequenas Empresas, Proger Urbano- Capital de Giro, FINEP – Crédito para o Desenvolvimento de Tecnologia para Enfrentamento da COVID-19, FAMPE – Crédito com Uso do Fundo de Aval às MPEs, BNDES Finame Materiais Industrializados, FUNGETUR- Fundo Geral do Turismo, BNDES Serviços 4.0 e Parceria Caixa CNI – Crédito para Indústria.

Pronampe pode ser usado para investimento e capital de giro – Instituído desde 2020, pela Lei 13.999/2020, o Pronampe estipula a taxa máxima de juros anual igual a Selic acrescida de 1,25%. O financiamento pode ser usado para investimentos e capital de giro isolado e associado com um prazo de pagamento de 36 meses.

As instituições financeiras participantes poderão contar com a garantia prestada pelo Fundo Garantidor de Operações (FGO) limitada a 85% do valor de cada operação. O limite máximo do financiamento é de 30% da receita bruta anual da microempresa ou empresa de pequeno porte, calculada com base no exercício de 2019.

Além dos e-books sobre o Pronampe e Fungetur, os representantes de micro, pequenas e médias empresas encontram uma série de outras publicações sobre linhas de crédito especiais e parcerias da CNI com a Caixa.

Para orientações específicas, o interessado pode procurar o NAC na FIEMA, com profissionais treinados e aptos a atender as empresas e direcioná-la para a linha que melhor se encaixa no seu perfil. Mais informações por meio do telefone (98) 3212 1860/1890.

%%footer%%

Deixe uma resposta