Anúncios

O vulcão Cumbre Vieja está em alerta amarelo de risco de erupção, conforme autoridades espanholas. Localizado na ilha de La Palma, na costa do continente africano, estudos indicam que ele pode provocar um tsunami capaz de atingir as Américas, e o Brasil, na região Nordeste.



Adormecido por décadas, o vulcão começou a dar sinais de atividade moderada desde o último sábado (11), segundo o Plano Especial de Proteção Civil e Atenção às Emergências de Risco Vulcânico das Ilhas Canárias (Pevolca). O nível de alerta amarelo é o segundo dos quatro existentes para medir o risco de erupção.

A Rede Geodésica Canária, operada pelo Instituto Volcanológico das Canárias (Envolcan), registrou atividades que classificou como “uma mudança significativa” no local.

No entanto, o pesquisador do Departamento de Geologia da Univerdidade Federal do Ceará (UFC), Afonso Rodrigues, explica que as chances de a possível erupção causar um tsunami que atinja o Brasil são baixas.

“É muito pouco provável que isso aconteça. A distância é muito grande e o vulcão é muito pequeno. É provável que a gente tenha vulcanismos, mas vulcanismo, mesmo em ilhas oceânicas, não significa dizer que possa causar tsunami, muito menos que possa ser de magnitude suficiente para alcançar o litoral brasileiro”, esclarece.

Segundo o especialista, mesmo que houvesse uma erupção grande o bastante para provocar o fenômeno, ele teria que viajar quase 5 mil quilômetros pelo Oceano Atlântico para chegar ao litoral do país.

“Essa distância é muito grande. Além do que ele teria que cortar as correntes marinhas que temos na linha Equador. É muito, muito improvável que o vulcão possa produzir algo tão significativo que traga preocupação para o povo do Nordeste [e do Brasil]”, frisa.

ATIVIDADE SÍSMICA
A Rede Sísmica Canária, vinculada ao Envolcan, registrou cerca de 1.100 mil abalos sísmicos na área, entre sábado e esta quinta-feira (16). Conforme explica o pesquisador, esse é um fenômeno comum gerado pela atividade vulcânica.

“É natural. Quando a gente tem vulcanismo no Havaí, por exemplo, normalmente eles estão acompanhados de abalos sísmicos”.
O tremor mais forte registrado no período atingiu magnitude 3,4 na escala Richter, algo considerado baixo, por Afonso Rodrigues. “É um abalo pequeno. A gente só começa a se preocupar a partir de 5, 6, 7 pontos”.

O epicentro dos sismos registrados na ilha de La Palma se encontra sob o vulcão, geralmente entre 9 e 12 quilômetros de profundidade, segundo informações da rede sísmica.

*Fonte:DiariodoNordeste

%%footer%%