Anúncios

Na Espanha, um jovem foi internado por dois meses em decorrência de um vício no jogo Fortnite Battle Royale, um dos games mais populares dos últimos anos, e se tornou o primeiro caso do tipo estudado pela literatura científica. A história foi publicada na última terça-feira, 14, no portal Europa Press.

O jovem foi acompanhado pelas equipes do, hospital provincial de Castellón, da Universidade Jaume I e do Hospital Universitário Geral. Conforme o estudo do caso, publicado na Revista de Psiquiatria Infanto-juvenil, ele desenvolveu graves problemas comportamentais em decorrência do jogo, como isolamento social, inflexibilidade e “extrema” seleção das atividades.

O garoto também passou a apresentar alterações no sono e na higiene, chegando, por fim, a se recusar a realizar exames médicos. Na escola, o desempenho escolar, que era avaliado como ótimo pela família, caiu a ponto dele ser transferido de turma. Segundo a equipe que trata o caso, o vício do jovem teve início após a morte de um familiar, o que acabou transformando o game – que é jogado com outros participantes online – em uma forma de lidar com o luto. 

O jovem espanhol, desde a entrada no hospital, tem sido submetido a um tratamento multidisciplinar, que envolve a família, utilizando estratégias de reestruturação cognitiva e gestão de contigências. Ele também tem realizado atividades de equilíbrio emocional e competências de comunicação em grupo. Conforme a equipe médica, o rapaz já reduziu o tempo dispendido no jogo e tem retomado o ritmo escolar. 

*Fonte: O Povo

%%footer%%