Anúncios

Cotado para presidente do Moto, o deputado estadual Yglésio Moyses fez uma postagem em suas redes sociais, nesta quarta-feira (13), em que elenca os principais problemas do clube, que seriam empecilhos para uma definição imediata sobre o aceite ou não. Só de dívidas trabalhistas, disse ele, são mais de 150 processos.

Apesar da não definição, o parlamentar fez uma provocação ao maior rival do rubro-negro, o Sampaio Corrêa. “Te cuida, Tubarão (sic)”, postou ele.

De acordo com o parlamentar, qualquer posição sua quanto a assumir a gestão do Moto, só ocorrerá após a eleição do dia 10 de novembro. “Só assumo a presidência do clube depois da eleição, que é em 10/11”, escreveu.

Ainda na nota, o parlamentar diz que “estamos estudando o clube e seus problemas”. As principais seriam as seguintes:


1. Receitas baixas
2. Muitas dívidas
3. Quase 150 processos na Justiça, a maioria Justiça do Trabalho.


Ainda de acordo com Yglésio, o Centro de Treinamento está acabado, os jogadores não aguentam correr dois tempos porque não há preparação física adequada e uma série de outros problemas.

Eis a nota do deputado na íntegra:

“Em relação ao Moto Clube, logo após a vitória sobre o Retrô por 3 a 2, preciso esclarecer:

1. Só assumo a presidência do clube depois da eleição, que é em 10/11.

2. Estamos estudando o clube e seus problemas. Receitas baixas, muitas dívidas, quase 150 processos na Justiça, a maioria Justiça do Trabalho.

3. O CT está acabado, os jogadores estão se esforçando, mas não aguentam correr dois tempos porque não há preparação física adequada.

4. Parte das cotas do ano que vem já foram adiantadas; a pandemia trouxe dificuldade extra ao time. Vamos ralar atrás de patrocínio, sócio-torcedor e novas fontes de custeio. Só posso adiantar: quem investir no Moto, terá a certeza do destino de cada centavo na reconstrução do Papão.

5. Sempre falei e sempre falarei a verdade na minha vida pública. Hoje, soltaram um boato sobre ter escolhido técnico pro Moto. Afirmação falsa. Só sondei até o momento nome pra direção de futebol, que escolherá comigo o técnico. Quando a imprensa quiser informações, ela terá mais que informações: terá a verdade. Zero necessidade de especular.

6. A ideia é abrir 100% o time pra torcida, cada centavo que entra, cada centavo que sai, mas também precisamos de apoio integral por alguns meses do torcedor. Eu vou entregar a melhor gestão de futebol que o Moto já teve, quanto a isso TODOS podem ter certeza.

7. Fácil não será, mas sei que avançaremos. Conto com o apoio e com a confiança de todos, da torcida maravilhosa ao Conselho do Clube

*Fonte:MaranhãoHoje

%%footer%%