Anúncios

Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) abriu na manhã desta quinta-feira (4) a sessão destinada ao leilão de quatro frequências do 5G, a nova geração de internet móvel. A sessão foi suspensa logo em seguida para a cerimônia de abertura com autoridades.

A primeira faixa a ser leiloada será a de 700 megahertz (MHz). A faixa foi orçada em R$ 2,3 bilhões. Deste total, R$ 2,1 bilhões deverão ser investidos pelas vencedoras nas obrigações previstas no edital, e a diferença será arrecadada para os cofres do governo.

No caso da faixa de 700 MHz, as obrigações são:

  • levar internet para cerca de 31 mil quilômetros de rodovias federais sem acesso à tecnologia;
  • levar 4G para cidades sem acesso à tecnologia.

A faixa de 700 MHz é compatível com o 5G, mas será destinada, principalmente, à ampliação do 4G, de forma a atender cidades ainda não cobertas pela tecnologia. É uma faixa de amplo alcance, podendo cobrir áreas com grande abrangência geográfica. É atrativa para o setor de agronegócio.

Como é uma faixa de baixa frequência, o alcance é grande, mas a velocidade de transmissão de dados é menor se comparada às demais faixas a serem licitadas.

A faixa já tinha ido a leilão em 2014, justamente para oferecer o 4G, mas muitos lotes sobraram, já que o 4G ainda era uma tecnologia incipiente no país e havia poucos competidores menores interessados.

Para estimular a competição, as grandes operadoras que já têm licença da frequência não podem dar lances, a não ser em caso de necessidade de uma terceira rodada, de acordo com as regras do edital.

%%footer%%