Anúncios

Os professores da rede municipal de São Luís estão em frente a Prefeitura da capital, na manhã desta quinta-feira, 4, protestando pela homologação do Edital 02/2020, que foi publicado em dezembro de 2020, o edital tornou público a realização de processo de opção de ampliação de jornada de trabalho para 30 ou 40 horas semanais, mediante a exoneração de um dos vínculos de professor aos profissionais do magistério da rede pública municipal de São Luís.

São cerca de 79 docentes que estão em situação irregular. Segundo o Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Pública Municipal de São Luís (Sindeducação), a Prefeitura de São Luís informa somente que os processos estão em análise no setor jurídico.

“A direção do Sindeducação entende que não há nenhum impedimento legal para homologação destas ampliações. Neste sentido, toma medidas cabíveis, como o ato de hoje, realizado em frente à Prefeitura de São Luís, para fortalecer esta luta e tantas outras. O prefeito Eduardo Braide tem obrigação de fazer o que prometeu em sua campanha eleitoral: respeitar e valorizar os professores e professoras de São Luís que tanto contribuem para o desenvolvimento da rede”, observou a presidente do Sindeducação, Sheila Bordalo.

%%footer%%