Anúncios

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 74% da população do Maranhão vive com menos de um salário mínimo.

A pesquisa aponta, que em todo o país, cerca de 30 milhões de pessoas vivem com menos de um salário mínimo por mês. Segundo o cientista político, Alderico Santos, a concentração de renda é um dos principais causadores desse problema, além da falta de políticas públicas eficientes.

“Um planejamento sério, coerente, eficaz. Que garanta, por exemplo, a grande massa de trabalhadores que hoje não contribuem formalmente para a economia, possam vir a contribuir. Que haja uma boa distribuição de renda, que possibilite a diminuição das desigualdades sociais, todos esses fatores são interessantes para deixar o nosso estado com condições de dignidade humana”, disse o cientista.

%%footer%%