Em live realizada em suas redes sociais na manhã desta terça-feira (30), o secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano do Maranhão, deputado federal licenciado Márcio Jerry, pediu serenidade e pregou a união de lideranças políticas maranhenses após o governador Flávio Dino (PSB) anunciar, na noite de ontem, o apoio à candidatura do atual vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), ao governo do estado.

Na transmissão, Jerry reiterou que a decisão de Dino não se trata de uma imposição, mas de uma orientação sobre a sucessão estadual e afirmou que o prazo para consolidação da decisão sobre o nome a liderar a disputa eleitoral do próximo ano ocorrerá apenas em 31 de janeiro de 2022, quando o colégio partidário voltará a se reunir. Reeleito pela terceira vez presidente estadual do PCdoB este ano, Márcio Jerry também parabenizou a postura dos demais pré-candidatos à vaga no Palácio dos Leões, Simplício Araújo, Felipe Camarão e Weverton Rocha (PDT).

“Como presidente do PCdoB, eu reafirmei a nossa proposta de tudo fazer, de buscar incessantemente, como uma questão fundamental, a unidade do grupo. Temos convicção plena de que essa união do grupo é fundamental para o Maranhão seguir no rumo certo. Nós edificamos, com muita capacidade um projeto político, ainda em 2011, que conseguiu êxitos importantes nessa trajetória e conseguiu assegurar ao Maranhão uma agenda de mudanças efetivas e reais”, disse. “Vamos continuar buscando a unidade do nosso campo político, mantendo aberto o diálogo, com muito respeito, fazendo jus à confiança que o povo do Maranhão nos confiou. O governador fez uma posição e não uma imposição, uma manifestação no colégio de partidos. No entanto, para que tenhamos tempo de maturação e debate dos partidos, voltaremos a nos reunir até 31 de janeiro para definição final no coletivo partidário”, declarou.

Na noite da segunda-feira, logo depois a agenda, Márcio Jerry já havia definido o encontro com o governador e lideranças como algo “histórico”. “Reunião histórica marcada pelo sentimento de unidade e compromisso em construi-la. De forma democrática e transparente o governador Flávio Dino apresentou à apreciação dos partidos o nome do vice-governador Carlos Brandão para a disputa do governo ano que vem”, escreveu no Twitter.

Prestes a deixar o cargo para lançar sua candidatura ao Senado Federal, Flávio Dino afirmou que a indicação de Brandão para sucedê-lo tratava-se de uma “escolha natural”. Com a presença de lideranças partidárias da base de Dino, o debate realizado ontem no Palácio do Leões reuniu ainda a senadora Eliziane Gama (Cidadania) e o deputado federal André Fufuca (PP).