O democrata anunciou nesta terça-feira (21), em pronunciamento na Casa Branca, um novo pacote de medidas.

A predominância da variante ômicron entre os novos casos de Covid registrados nos EUA e a explosão dos números da doença nas últimas semanas levaram o governo de Joe Biden a diversificar a estratégia de combate à pandemia para ir além da vacinação -62% dos americanos estão com esquema vacinal completo, uma das taxas mais baixas entre países ricos. O democrata anunciou nesta terça-feira (21), em pronunciamento na Casa Branca, um novo pacote de medidas.

A disponibilização de 1.000 profissionais de saúde das Forças Armadas para ajudar hospitais sobrecarregados, a produção de 500 milhões de testes rápidos para serem distribuídos gratuitamente e a criação de novos locais de exames de detecção da Covid e de vacinação são algumas das ações que serão implementadas.

Os 500 milhões de testes estarão disponíveis a partir de meados de janeiro e serão distribuídos nas casas de quem solicitá-los por meio de um site. Para dar conta do volume de produção, Biden pretende invocar a Lei de Proteção e Defesa, instrumento que autoriza o Executivo a interferir no sistema de produção do país em casos de emergências ou guerras. Os novos locais de exames de detecção estarão em funcionamento primeiro na cidade de Nova York, ainda antes do Natal.

*Fonte:NotíciasAoMinuto