A Polícia Federal deu cumprimento, nesta segunda-feira (27), ao mandado de prisão preventiva para extradição expedido pelo STF contra o argentino Daniel Adrian Marconi, acusado de abuso sexual qualificado. A ação policial aconteceu em Imperatriz.

Segundo a PF, Daniel residia na cidade de Imperatriz desde 2018, e estava na lista de Difusão Vermelha da Interpol, que é um alerta internacional (na Interpol), expedido por autoridades judiciais de países-membros, para fins de extradição de pessoas procuradas pela justiça criminal.

Daniel Adrian Marconi será encaminhado ao sistema prisional, onde aguardará até sua possível extradição para a Argentina.