Um homem foi preso suspeito de posse de arquivos com cenas de exploração sexual infantil nessa segunda-feira (27), em São Luís. Segundo a Polícia Federal, o homem guardava gravações no celular, incluindo cenas de abusos supostamente praticado por ele. A pena pode chegar a 27 anos de prisão.

A prisão é um desdobramento da operação Proteção Integral deflagrada pela Polícia Federal no início deste mês, que visava reprimir crimes como produção, posse e compartilhamento de material contendo abuso sexual infantil e estupro de vulnerável.

A partir do cumprimento das buscas na residência do principal investigado, após nova representação da Polícia Federal, foi expedido mandado de prisão preventiva pela Justiça Estadual em desfavor dele.

No dia 6 de dezembro, a Policia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão em São Luís e Raposa visando reprimir crimes como produção, posse e compartilhamento de material contendo abuso sexual infantil, assim como estupro de vulnerável.

Um dos suspeitos foi identificado a partir de informações compartilhadas pela ONG NCMEC (Nacional Center for Missing and Exploited Children), responsável por analisar casos suspeitos de armazenamento/disseminação/divulgação de conteúdo de exploração sexual infantil, por meio de provedores como Facebook, Whatsapp, Google, etc.

Informações: G1 Ma