O governo federal publicou na edição desta quinta-feira (20) do Diário Oficial da União uma portaria que estabelece um reajuste de 10,16% sobre os benefícios acima do salário mínimo que são pagos pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). O salário mínimo estipulado para 2022 foi de R$ 1.212.

O valor é calculado com base no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), usado como referência para reajustes salariais e benefícios previdenciários, que ficou em 10,16% em 2021, segundo divulgou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) no dia 11 de janeiro.

O reajuste de 10,16% vale apenas para quem estava recebendo os pagamentos em 1º de janeiro do ano passado. Os segurados que começaram a receber benefícios do INSS a partir de fevereiro de 2021 terão percentual menor de reajuste porque não receberam 12 meses cheios de pagamentos. Assim, o percentual de reajuste fica menor quanto mais tarde for a data de início do benefício