Os agentes de limpeza pública de São Luís paralisaram as suas atividades a partir desta segunda-feira (24) em função do descumprimento de uma acordo trabalhista.

Caso uma solução não seja apresentada ainda nesta segunda-feira, os agentes afirmaram que irão para a porta do Palácio La Ravardière, sede da Prefeitura de São Luís, nesta terça-feira (25).

Reivindicações

Os agentes de limpeza pública de São Luís reivindicam o pagamento de uma diferença salarial referente a três meses do ano de 2021. O total seria em torno de R$ 300, somando o valor referente ao tíquete-alimentação. Os salários continuam sendo pagos a cada mês normalmente.

De lá para cá, houve três promessas de pagamento desta diferença, mas nenhuma foi cumprida, segundo Maxwell Bezerra, presidente do Sindicato de Asseio e Conservação (Seac).

Maxwell também afirmou que o sindicato não vai mais negociar com a empresa responsável pelo serviço de limpeza pública, que é terceirizado. Agora, eles exigem que as negociações sejam feitas diretamente com a Prefeitura de São Luís