Cerca de 60 jovens da comunidade do Anjo da Guarda e bairros adjacentes da área Itaqui-Bacanga, entre 12 e 18 anos, foram selecionados para participar do projeto “Grupo Grita: Uma escola de arte”, que vai oferecer oficina interdisciplinar de teatro, canto e dança. As aulas começam nesta terça-feira (1) e terão duração de seis meses. O projeto está sendo realizado pelo Grupo Grita e tem patrocínio do Instituto Cultural Vale.

Os conteúdos deverão abordar questões sociais que fazem parte do cotidiano da comunidade, fazendo relação entre o lúdico e o real, visando a promoção da cidadania. Serão realizadas também palestras com convidados, para discutir/debater temas sociais e relacionados ao mercado de trabalho.

O projeto

A proposta surgiu a partir da necessidade de fomentação das artes dentro da comunidade do Anjo da Guarda e bairros adjacentes da área Itaqui-Bacanga, principalmente em função do cenário imposto pela pandemia da Covid-19. O projeto busca propor formação e reflexões sociais, através das artes.

Para a execução das etapas da capacitação, os espaços do Teatro Itapicuraíba, que estava desativado em função do período pandêmico, foram readequados. “Estamos reabrindo as portas pela primeira vez desde que a pandemia começou e isso só está sendo possível a partir do apoio da iniciativa privada. O patrocínio do Instituto Cultural Vale possibilitou melhorias estruturais e também está viabilizando a realização da oficina interdisciplinar”, afirmou Simoney Mascarenhas, coordenador do projeto.

O Teatro Itapicuraíba fica localizado na R. Mônaco, nº 6, Quadra 39A, Anjo da Guarda, em São Luís, onde também há a sala de dança Frank Gomes, a sala de informática Gina Lisboa e a diretoria executiva do grupo.