A Câmara de São Luís realizará mais uma reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o Transporte da capital maranhense às 14h de amanhã (08), no Plenário Simão Estácio da Silveira. No encontro, os membros da CPI farão a oitiva do senhor Paulo Henrique da Silva, presidente do Sindicato dos Usuários de Transporte Coletivo.

Para o vereador Francisco Carvalho (PSL), presidente da CPI, o depoimento que será colhido amanhã pelo colegiado é um dos mais relevantes. “Desta vez ouviremos a parte que considero a mais importante: o usuário do transporte público. É o usuário quem irá nos dizer as condições do serviço prestado e quais pontos causam problemas à população. Desta forma, poderemos saber se o que está previsto em contrato realizado entre Prefeitura e empresários do setor de Transporte Público vem sendo cumprido”, comentou.

O Coletivo Nós (PT) também se manifestou sobre a reunião da CPI que terá como depoente o senhor Paulo Henrique da Silva. “Amanhã teremos uma reunião muito importante, porque ouviremos um representante do Sindicato dos Usuários do Transporte; ou seja, representante das pessoas que utilizam o transporte público no dia a dia e que são um verdadeiro termômetro da qualidade do transporte público. Estamos com uma expectativa muito positiva para este depoimento”, assinalou o co-vereador Eni Ribeiro.

Ele ainda disse o que espera obter a partir da oitiva que acontecerá amanhã na reunião da CPI.

“Esperamos obter informações novas que, de fato, contribuirão para o relatório final da CPI. São os usuários e as pessoas que estão no movimento de Transporte que têm o conhecimento sobre a questão e podem fornecer à CPI informações que nos permitam descobrir, de fato, qual é o problema que se tem nesse sistema de transporte e como que se pode resolvê-lo. Esperamos também a participação da população como um todo, como tem sido marcante nessa CPI até agora. A partir desse depoimento, pretendemos construir novas linhas de investigação e também elaborar um relatório forte que tenha a visão da sociedade civil, que está lá na ponta e sofre com o problema do sistema de transporte em São Luís”, explicou Eni Ribeiro.

CPI

A Comissão Parlamentar de Inquérito foi instalada no dia 6 de dezembro de 2021 com o objetivo de apurar a licitação e os contratos de concessão aos empresários que operam o sistema de transporte público na capital.

A CPI terá o prazo máximo de 60 dias para conclusão dos trabalhos, com a possibilidade de prorrogação por igual período – quando solicitada pelos próprios integrantes do colegiado.