O deputado Yglésio Moyses (PROS) foi a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (22), para falar sobre os problemas da estrutura do Terminal de Integração de passageiros, que fica situado no bairro Cohama, em São Luís. 

De acordo com o deputado, a situação dos transportes coletivos na cidade está beirando o limite, tendo em vista que, além do problema  estrutural no terminal, ainda tem a greve dos rodoviários, que já se arrasta por mais de 30 dias.  

“A gente vive uma greve de rodoviários, onde apenas 60% da frota está rodando. O Terminal da Cohama possui grande movimentação de passageiros e abarca parte significativa de ônibus da capital. A empresa responsável, Viação Primor, já sabia desses problemas há muito tempo. Inclusive, o documento, que foi entregue no dia 9 de dezembro de 2021 pela Procuradoria-Geral do Município a Viação Primor, afirmava que problemas na sustentação do telhado poderiam causar acidentes e comprometer toda a estrutura”, disse o deputado. 

Além disso, Yglésio pontuou que a situação não acontece apenas no Terminal da Cohama, mas em todos os terminais da Grande São Luís. Em 2019, por exemplo, foram apontados diversos problemas estruturais e riscos à segurança dos usuários no Terminal da Praia Grande, localizado na região Central da cidade. 

“Desde 2019, nós entregamos um documento semelhante pontuando falhas estruturais severas no Terminal da Praia Grande. Algo foi feito? De forma alguma! Continua lá”, frisou Yglésio.