O empresário Rony Veras Nogueira, de 41 anos, suspeito de ter assassinado a tiros a sua esposa, Ianca Vale do Amaral, de 26 anos, em Dom Pedro, cidade localizada a 324 km de São Luís, foi preso na noite dessa segunda-feira (2) na zona rural do município de Vargem Grande, a 172 km da capital.

De acordo com a polícia, o suspeito estava em um veículo com a sua irmã e um advogado quando foi localizado e detido pela Polícia Civil. O empresário, que tinha sua prisão preventiva decretada desde essa segunda, será transferido nas próximas horas para São Luís, onde vai ser apresentado no Plantão da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) para os procedimentos cabíveis.

O crime aconteceu na noite de sábado (30). De acordo com a delegada Renata Lins, que está a frente das investigações, o crime foi motivado por ciúmes. O casal discutiu em casa e em seguida, a vítima foi alvejada com tiros na perna, na cabeça, tórax e no braço. Ianca Vale não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

Após o crime, Rony Veras se escondeu em um dos cômodos da casa até a chegada da Polícia Militar. O empresário conseguiu fugir pelos fundos da residência. Ianca Vale e Rony Veras haviam se casado em 2021. Juntos, eles tem uma filha, de um ano. O suspeito é proprietário de um posto de combustível e uma churrascaria na cidade de Dom Pedro.