A abertura oficial do São João 2022 está a poucos dias de acontecer no Maranhão. Depois do lançamento das prévias juninas, com o Maranhão de Reencontros, no último dia 1º e da segunda edição no dia 8, na Concha Acústica da Lagoa da Jansen, os detalhes sobre o principal evento artístico e cultural do estado serão informados, nesta terça-feira (10), às 9h30, no auditório do Palácio dos Leões, durante coletiva de imprensa, pelo governador Carlos Brandão e pelos secretários de Estado da Cultura, Paulo Victor; do Turismo, Paulo Matos; e de Segurança Pública, coronel Silvio Mesquita.

Após dois anos sem o brilho das cores dos festejos juninos, das toadas e do balançar do bumba meu boi mais contagiante do país – e Patrimônio Cultural Imaterial no Brasil pelo Iphan e da Humanidade pela Unesco -, a saudade está com os dias contados.

No entanto, não basta que a festa seja ótima ou grandiosa. Depois de tanta espera, o slogan deixa claro o que se pretende ser: “O Maior São João do Brasil”.

Todo o investimento, que visa obter um retorno aproximado de 4 vezes mais, será voltado também para a descentralização dos arraiais, com pontos em vários bairros da Grande Ilha, e realização de atrações nos municípios do estado. O Maior São João do Brasil conta com apoio cultural dos Supermercados Mateus e da Equatorial Energia.

O pontapé inicial já será no próximo dia 27 (última sexta-feira de maio), com um cortejo. E a programação oficial será de 28 de maio a 31 de julho, de quinta a domingo para a maioria dos arraiais. O público evangélico também será contemplado, com o Arraial do Povo de Deus, no Parque do Rangedor, dias 1° e 2 de julho.

Os arraiais oficiais que receberão as mais de 500 atrações ao longo de dois meses, em datas específicas, são praça Nauro Machado, Ipem, zona rural, Shopping da Ilha, Cohama, Ceprama, Vila Palmeira, Cidade Operária, Maiobão, Santo Antônio, Lagoa da Jansen e Convento das Mercês.

Os destaques ficam por conta da Nauro Machado, com programação de 11 de junho a 3 de julho; da Vila Palmeira, com um mês de duração, de 2 de junho a 2 de julho, de quinta a domingo para ambos; e o do Ipem, que funcionará diariamente, de 11 de junho a 10 de julho.