A Polícia Federal cumpriu, nesta quinta-feira (23), em São Luís, um mandato de prisão expedido pelo Supremo tribunal Federal contra um estrangeiro foragido da justiça da República Popular da China, desde 2013 e procurado pela INTERPOL, onde figurava na Lista de Difusão Vermelha (Red Notice).

O homem, de 56 anos, é acusado e de fraude contra o sistema financeiro da China, podendo ser condenado a pena de até sete anos de prisão.

A Representação Regional da INTERPOL no Maranhão realizou um complexo trabalho de investigação para confirmação da identidade do estrangeiro, que há nove anos atuava como comerciante no centro de São Luís, que abriga um grande núcleo comercial chinês. A prisão foi realizada no momento que o suspeito chegava no local de trabalho.

Foram realizados, ainda, exames prosoprográficos, onde a identificação de suspeito é feita a partir da comparação de forma objetiva e metodológica dos elementos constitutivos da face apresentados em fotos.

Agora, ele permanecerá à disposição da Justiça aguardando os trâmites relativos ao processo de extradição.

A Polícia Federal é a representante da INTERPOL no Brasil, uma organização intergovernamental composta por 195 países membros