Arquivos do Autor

Caliel Di Castro

Caminhada na Rua Grande marca segundo dia de campanha de Duarte

“Nessas ruas, vendi chip de celular e hoje volto como candidato a prefeito da minha cidade. Chegou a hora de fazer diferente, assim como fizemos no PROCON e no VIVA Cidadão”, discursou já em frente à Biblioteca Pública Benedito Leite, após a caminhada que saiu da Praça João Lisboa.

Operação da Segurança Pública realiza abordagens e prisão no Vicente Fialho

Desde o primeiro dia da operação, na sexta-feira (25), são mais de 50 presos, e diversas armas apreendidas. “É uma jornada positiva, pois retiramos alguns envolvidos com ações violentas. Todos autuados e encaminhados ao sistema prisional do Estado. Esse é o comando do Governo do Estado e o sistema de Segurança vai cumprir com rigor, para garantir a paz e a tranquilidade social na região”, conclui Jefferson Portela.

Chamas voltam a atingir Serra do Amolar, em Mato Grosso do Sul

A chamada Região Hidrográfica do Paraguai ocupa 4,3% do território brasileiro (363.446km²), abrangendo parte de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o que inclui a maior parcela do Pantanal. Na área de abrangência da região hidrográfica vivem cerca de 2,39 milhões de pessoas, sendo 87% delas em área urbana, conforme divulgou a ANA, com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ação humana pode ter causado morte de tartaruga na praia do Calhau

Neste fim de semana, um peixe da espécie mero foi localizado na praia da Ponta d’Areia, também em São Luís. O animal ainda foi encontrado com vida pelos banhistas, porém foi arrastado até a faixa de areia e acabou sendo morto por eles. O mero é considerado um dos maiores peixes da costa brasileira e encontra-se em extinção. Ele pode atingir cerca de dois metros de comprimento e pesar mais de 400 kg.

Governo anuncia Renda Cidadã, com recursos de precatórios e do Fundeb

O presidente Jair Bolsonaro anunciou hoje (28) o Renda Cidadã, novo programa de transferência de renda do governo, que substituirá o auxílio emergencial e o Bolsa Família. Para financiar o programa, a proposta é usar os recursos de pagamento de precatórios e parte do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os precatórios são títulos da dívida pública reconhecidos após decisão definitiva da Justiça.